13 fotos antigas de pais criando filhos que certamente não seriam aprovadas hoje

Aluguel Computadores Tecmologia

13 fotos antigas de pais criando filhos que certamente não seriam aprovadas hoje

De comer areia na praia a brincar com cigarros, a maioria de nós tem todos os tipos de fotos hilárias de infância.

Olhando para as fotos agora, você não pode deixar de pensar em como esse tipo de criação de filhos das antigas seria visto hoje

– provavelmente com olhos bastante preocupantes.

Para nossa sorte, o senso de humor era a lei e ainda há fotos por aí que provam isso.

As crianças são os seres que Deus manda a novas existências. Para que não lhe possam imputar excessiva severidade, dá-lhes ele todos os aspectos da inocência.

Ainda quando se trata de
uma criança de maus pendores, cobrem-se-lhe as más ações com a capa da inconsciência.

Essa inocência não constitui superioridade real com relação ao que eram antes, não.

É a imagem do que deveriam ser e, se não o são, o conseqüente castigo exclusivamente sobre elas recai.


Não foi, todavia, por elas somente que Deus lhes deu esse aspecto de inocência; foi também e sobretudo por seus pais, de cujo amor necessita a fraqueza que as caracteriza.

Ora, esse amor se enfraqueceria grandemente à vista de um caráter áspero e intratável, ao passo que, julgando seus filhos bons e dóceis, os pais lhes dedicam toda a afeição e os cercam dos mais minuciosos cuidados.


Desde que, porém, os filhos não mais precisam da proteção e assistência que lhes foram dispensadas durante quinze ou vinte anos, surge-lhes o caráter real e individual em toda a nudez.

Conservam se bons, se eram fundamentalmente bons; mas, sempre irisados de matizes que a primeira infância manteve ocultos.


Como vedes, os processos de Deus são sempre os melhores e, quando se tem o coração puro, facilmente se lhes apreende a explicação.


Com efeito, ponderai que nos vossos lares possivelmente nascem crianças cujos Espíritos vêm de mundos onde contraíram hábitos diferentes dos vossos e dizei-me como poderiam estar no vosso meio esses seres, trazendo paixões diversas das que nutris, inclinações, gostos, inteiramente opostos aos vossos;

como poderiam enfileirar-se entre vós, senão como Deus o determinou, isto
é, passando pelo tamis da infância?

Nesta se vêm confundir todas as idéias, todos os caracteres, todas as variedades de seres gerados pela infinidade dos mundos em que medram as criaturas.

E vós mesmos, ao morrerdes, vos achareis num estado que é uma espécie de infância, entre novos irmãos.

Ao volverdes à existência extraterrena, ignorareis os hábitos, os costumes, as relações que se observam nesse mundo, para vós, novo.

Manejareis com dificuldade uma linguagem que não estais
acostumado a falar, linguagem mais vivaz do que o é agora o vosso pensamento.

” (Allan Kardec, O livro dos espíritos, 76. ed., perg. 385).

Veja só 13 fotos vintage de pais criando filhos nas antigas que certamente não seriam aprovadas hoje:

RECEBA MOSSA NEWSLETTER

Fonte

Facebook Comments