E SE FOR VERDADE? Segredos obscuros revelados

Aluguel Computadores Tecmologia

E SE FOR VERDADE? Segredos obscuros revelados

Segredos obscuros. Você já ouviu falar do WikiLeaks?

Os Segredos obscuros revelados pelo Wikileaks – E SE FOR VERDADE?

Sabia que essa organização pode ter vazado segredos de vários governos e instituições ao redor do mundo? E que recentemente mais desses documentos podem ter sido divulgados propositadamente?

O que é o Wikileaks?

Segredos obscuros

É uma organização de mídia multinacional e uma biblioteca de dados fundadas pelo seu editor, Julian Assange, em 2006.

O site diz ser “especializado na análise e publicação de grandes conjuntos de dados de materiais oficiais censurados ou de outra forma restritos envolvendo guerra, espionagem e corrupção”. E afirma ter postado mais de 10 milhões de documentos e análises.

O WikiLeaks diz ser “inteiramente financiado pelo seu editor, pelas suas vendas de publicações e pelo público em geral”

e ter mais de 100 outras equipes nas Américas, África, Eurásia e Ásia-Pacífico. Quais os maiores vazamentos do Wikileaks? Hillary Clinton: Durante a campanha das eleições pr…

O domínio wikileaks.org foi registrado em 4 de outubro de 2006, mas o projeto WikiLeaks foi mantido em segredo até a publicação do primeiro documento, em dezembro do mesmo ano.

 

Em janeiro de 2007, Steven Aftergood, editor do Secrecy News, veio a público apresentar o site.

Segundo o site da WikiLeaks, entre seus fundadores estão dissidentes chineses, jornalistas, matemáticos e tecnólogos de empresas start-up dos EUA, de Taiwan, da Europa, Austrália e África do Sul.

Os organizadores afirmam que a WikiLeaks é uma entidade autorregulada.

Para a postagem, a WikiLeaks recomenda vivamente o uso do Tor, visando a preservar a privacidade dos seus usuários,

e garante que a informação colocada pelos usuários não é rastreável.

Pessoal e fundos Segredos obscuros

De acordo com uma entrevista de janeiro de 2010, a equipe da WikiLeaks é constituída por menos de dez pessoas que trabalham em tempo integral, mas especula-se que a WikiLeaks conte com algo entre mil e dois mil voluntários, que colaboram ocasionalmente

– a maioria sem qualquer contrapartida financeira.

Entre os intelectuais, ativistas, jornalistas e programadores listados pela WikiLeaks como membros de seu conselho, estão o australiano Phillip Adams (produtor do clássico documentário Corações e mentes), o brasileiro Chico Whitaker (proponente e articulador do Fórum Social Mundial), o chinês Wang Dan (um dos líderes dos protestos da Praça Tiananmen em 1989) e Ben Laurie (criador do Apache-SSL e um dos maiores especialistas mundiais em segurança de rede).[20][21]

A organização não possui sede oficial. As despesas por ano são de cerca de 200.000 dólares, principalmente empregues em servidores, burocracia e pagamento de advogados, mas atingiria os

600.000 dólares se o trabalho doado pelos voluntários fosse remunerado.

Para pagar suas despesas judiciais, a WikiLeaks conta com doações de centenas de milhares de dólares feitas por organizações de mídia, tais como a Associated Press, o Los Angeles Times e a National Newspaper Publishers Association.

As suas únicas fontes de rendimentos são as doações, mas a WikiLeaks planeja criar um modelo de leilão, no qual será vendido o acesso precoce a documentos confidenciais.

Segundo a fundação Wau Holland a WikiLeaks não recebe dinheiro para cobrir custos de pessoal, mas sim para hardware, viagens e largura de banda. O site sofre sanções de várias organizações bancárias.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/WikiLeaks